MaisDoutor.com
[ Login ]
 

Tamanho da letra
Carne liberada: livro aposta em 'dieta das cavernas' para emagrecer

Publicação mostra que refeições baseadas em carne aumentam o nível da dopamina e da serotonina no cérebro auxiliando na busca por um corpo mais magro.
 
Um novo livro de dieta afirma que o segredo para se manter em forma é comer como uma ‘mulher das cavernas’, como nossos ancestrais. A ideia é apostar na carne como fonte principal de energia. As informações são do site do jornal britânico Daily Mail.

O nome do livro já indica o que pode ser encontrado nas páginas internas: Cavewoman Don’t Get Fat: Ancient Secrets to Rapid Weight Loss (em tradução livre, ‘Mulheres das cavernas não ficam gordas: segredos ancestrais para a perda de peso rápida).

A autora Esther Blum apresenta um plano nada apropriado para os vegetarianos, o qual ela chama de 'Paleo Chic'. Segundo ela, ‘mulheres lindas comem carne”, disse no programa de TV The Today Show.

Fontes de proteína aceitáveis na dieta de Esther incluem aves, carne e peixes selvagens. A carne seca também é apresentada pela autora como uma opção de ‘snack’.  No entanto, ela alerta que a carne em questão deve ser proveniente de gados criados em pasto, que contem ácidos graxos ômega 3.

Ela também lembra que os alimentos frescos, como frutas e vegetais, além das carnes magras e o peixe, são indicados como substitutos dos alimentos processados.

No programa, ela deu algumas sugestões de refeição, como um prato feito com bife orgânico com baixo teor de açúcar, framboesas – que também são ricas em antioxidadantes –, amêndoas e abacate.

Para o almoço ela sugere um sanduíche sem pão, feito com salmão entre duas folhas de alface. No jantar, ela substitui abobrinha por uma massa tradicional, para garantir a dose correta de carboidratos. Nozes e amêndoas também entram no plano alimentar da autora, que exclui opções ricas em glútem.

A autora explica que mergulhou na sabedoria dos antepassados após perceber que a abordagem moderna no campo das dietas está fazendo mal às pessoas. Ela observa que um plano alimentar típico de um americano inclui, em média, quase 30 quilos de grãos e cerca de 14 quilos de açúcar por ano. “Isto está nos tornando gordos, doentes e cansados”, pontua.

Ela acrescenta que a dieta é responsável por 80% da perda de peso, enquanto que a atividade física compõe 20%. Por isso, ela acredita que a atenção com a alimentação deve ser redobrada e que muitas pessoas estão equivocadas sobre o conceito do que é realmente saudável.

Princípios básicos da Paleo Chic
- Coma proteínas magras de alta qualidade, tais como aves, carne (proveniente de bois alimentados com capim) e peixes selvagens.
- Selecione a gordura com cuidado. Por exemplo, azeite de oliva e manteiga podem entrar na alimentação, mas a gordura trans e o óleo hidrogenado não.
- Respeite os seus ancestrais e pense a respeito do limite de consumo de nozes – pense em uma quantidade que poderia ser encontrada na natureza, aproximadamente ¼ de xícara.
- Evite alimentos ricos em glúten e processados; dê foco aos naturais e ricos em carboidratos, como vegetais e frutas.

  Fonte: http//mulher.uol.com.br/beleza          

              
               © 2012 MaisDoutor | Todos os Direitos Reservados                Home | Institucional | Vantagens | Dúvidas | Política de Privacidade | Anuncie | Contato